- A Paz Através de Uma Tigela de Chá -

2015 Exposição do Ceramista Yukiharu Furuno e Cerâmica Honjo

Entre os dias 4 e 15 de setembro, em Brasília, tivemos a oportunidade de realizar uma exposição do Sr. Furuno Yukiharu e Cerâmica Honjo na Galeria da LBV (Legião da Boa Vontade) com apoio de muitas pessoas e o encerramento foi um sucesso. O famoso ceramista Sr. Yukiharu Furuno, nos últimos anos, desenvolveu sua arte com a cor azul inspirado nos cosmos e no mar. A Cerâmica Honjo coleta matérias primas no Brasil para com a técnica tradicional de alta temperatura “Yakishime” obter o efeito da vitrificação das peças.

 

OBRAS DE YUKIHARU FURUNO

Sr. Furuno, um dos membros da renomada Associação Kogei do Japão e laureado com várias premiações, possui obras que expressam sentimentos através das tonalidades de cores profundas. Seus trabalhos são queimados de duas a três vezes até atingir um tom perfeito. As peças não satisfatórias são descartadas e somente as que agradam o rigoroso controle de qualidade são aproveitadas. Assim, nascem somente as obras de “encher os olhos” do público.

 

 

OBRAS DA CERÂMICA HONJO

A obra da Cerâmica Honjo não é completa, ainda está em fase de experiência. A cerâmica Yakishime é uma cerâmica artística que exprime o encanto natural que originariamente a terra possui. Na tecnologia Yakishime, por não utilizar esmalte, a coloração é obtida somente com a queima por tempo prolongado em forno à lenha e em alta temperatura. Seus resultados dependem desta queima, das características de argila e de cinzas queimadas, as quais produzem tonalidades de cores derretidas à alta temperatura. Devido a esta tecnologia, seus resultados são totalmente variados. A essência é o mesmo que educar e cuidar de pessoas, dependendo da educação e ambiente elas modificam bastante. A tecnologia “Yakishime” é semelhante pela necessidade de aprender e respeitar as características da matéria prima e a aplicação da tecnologia de queima adequada para esses materiais.

Seria uma felicidade se conseguisse extrair o encanto das matérias primas brasileiras e realizar obras que sejam do agrado dos brasileiros. Para isso, precisa-se de um esforço contínuo e muita pesquisa. Com perseverança, quem sabe um dia, poderemos explorar a beleza da matéria prima brasileira. O Brasil com grande extensão territorial, país abençoado em recursos, com abundância e qualidade de argilas, deve encontrar uma tecnologia adequada. Um dia gostaria de expor belas artes nascidas da matéria prima brasileira.

 

 

[ALÉM DA EXPOSIÇÃO]

Desta vez, a exposição realizada foi a do eminente convidado ceramista, professor Yukiharu Furuno, mas para isto tivemos diversos tipos de contratempos. Alguns produtos que foram enviados antecipadamente, através do correio, à exposição foram retidos, e infelizmente, algumas belas peças não puderam ser exibidas. Elas foram reenviadas ao Japão devido à falta de documentos completos exigidos. Examinando a sistemática correta de remessa de obras de artes para exposição, talvez houvesse a possibilidade de sucesso, mas isso já faz parte do passado e foi experiência adquirida. Também faltou melhorar a divulgação do evento. As dificuldades enfrentadas nesta primeira exposição por falta de conhecimento burocrático e de gestão foram excessivas. Mas foi uma grande satisfação ter a oportunidade de mostrar obras tão bonitas do Japão.

 

Masayuki Honjo

Novembro de 2015

Veja também