- A Paz Através de Uma Tigela de Chá -

Nossa Senhora Aparecida

Conta a tradição que em 1717, quando colónia de Portugal, no Brasil a capitania de São Paulo e Minas de Ouro eram governadas pelo conde de Assumar, fidalgo severo e as vezes cruel, muito temido tinha o poder absoluto.

Em passagem por Guaratinguetá no vale do rio Paraíba, o conde a caminho de Vila Rica deveria ser recebido com honras. Para o preparo do banquete eram necessários peixes, considerados entrada refinada.

Dois pescadores da cidade foram encarregados da pescaria, porém embora o rio Paraíba fosse rico em peixes, por mais que os pescadores tentassem não conseguiam pegar nada. Desanimados resolveram lançar as redes pela última vez, e, ao retirá-la sentiram que estava pesada e contendo a imagem de uma santa, porém sem a cabeça.

Lançando a rede novamente ela voltou leve contendo apenas a cabeça da imagem. Tendo juntado as peças lançaram novamente as redes, que voltaram então com uma assombrosa quantidade de peixes.

 

 

Referido acontecimento as pessoas vieram a casa dos pescadores e começaram a revenerar a imagem obtendo vários milagres. A partir daí foi crescendo a devoção popular construindo uma capela, depois aceita e autorizada pela Igreja.

Em 1888, 100 anos depois da descoberta, a imagem recebeu um manto bordado a ouro e pedrarias e uma coroa de ouro riquíssima doados pela princesa Isabel, e em 1930 foi declarada Padroeira do Brasil pelo Papa Pio XI e só em 1980 foi decretado o dia 12 de outubro, Feriado Nacional consagrado a Nossa Senhora Aparecida.

 

 

Curiosamente do outro lado da Terra, no Japão em Tóquio festeja-se no final de maio o Sanja Matsuri, quando são lembrados três pescadores que pescaram no rio que corta Tóquio uma estatueta de ouro da deusa Kannon-sama – Senhora da Misericórdia, e que após a pescaria da imagem pescaram tantos peixes que foi construído um templo aonde a santa é até hoje cultuada.

Isto ocorreu no ano de 628, na atual Tóquio e o rio Sumida chamava-se rio Miyato – Milagres tão semelhantes com a diferença de 1089 anos fazem com que pensemos que guardadas todas as diferenças nós brasileiros e japoneses somos irmão.

Outubro de 2016

Veja também

  • Plantas do Brasil 13. Mussambê/Cleome

    Plantas do Brasil 13. Mussambê/Cleome

    Planta originária do Brasil e dos países da América do Sul, o mussambê pode ser encontrada em regiões de clima tropical, mediterrâneo, subtropical ou temperado, pois precisa de calor moderado para se desenvolver. É conhecida ...
  • Plantas do Brasil 12. Cajueiro

    Plantas do Brasil 12. Cajueiro

    O cajueiro é uma planta da família Anacardiaceae, nativa da região nordeste do Brasil, cujo nome científico é Anacardium occidentale. Possui dois tipos: o comum ou gigante e o anão. O tipo comum pode atingir ...
  • Plantas do Brasil 11. Ora-pro-nóbis

    Plantas do Brasil 11. Ora-pro-nóbis

    A planta ora-pro-nóbis de nome científico Pereskia aculeata é um cacto primitivo que pertence à família das cactáceas, mas é uma espécie bem diferente dos cactos que estamos acostumados a ver, pois possui folhas como ...
  • Cenas Brasileiras 10. Cambucá

    Cenas Brasileiras 10. Cambucá

    Cambucá, também conhecida com os nomes Cambucaba, Cambricó e Cambicá é uma árvore nativa da região da Mata Atlântica dos estados da Bahia, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Paraná e Santa Catarina. É uma planta ...
  • Cenas Brasileiras 9. São Francisco Xavier

    Cenas Brasileiras 9. São Francisco Xavier

    Há um fato interessante sobre São Francisco Xavier (1506-1552) também conhecido como “São Paulo do Oriente”, que é o nome dessa pequena cidade. Ele era um jesuíta fervoroso, cofundador da Companhia de Jesus, e após ...

Última atualização

01/04/2024 - 11. Abril (fim de verão) | Chashaku no mei – Nome poético da colher de chá
02/03/2024 - Notícias: Hakuei-an News
01/03/2024 - 10. Março (fim de verão) | Chashaku no mei – Nome poético da colher de chá
01/03/2024 - 22. Kuchi | Cantinho da Língua Japonesa
01/02/2024 - 21. Mie | Cantinho da Língua Japonesa
01/02/2024 - 9. Fevereiro (verão) | Chashaku no mei – Nome poético da colher de chá
01/02/2024 - 9. Suika – Melancia | Cha e Alimentos saudáveis