- A Paz Através de Uma Tigela de Chá -

21. Mie

Mie 見得(みえ) é uma palavra usada na produção e dramatização do teatro Kabuki 歌舞伎. É quando um ator, intencionalmente, paralisa por alguns instantes seus movimentos e reforça sua expressão facial e postura durante uma cena impregnada de emoção.

A diferença entre as palavras 見栄 (みえ) e 見得(みえ), ambas de leitura “mie”, é que a primeira é mais usada no cotidiano e significa aquela postura ou aparência superficial, frequentemente proposital e para que seja vista pelos outros, tentando criar uma fachada que não é o verdadeiro semblante em sua essência.

Com a palavra 「切る」“kiru” (cortar) em見得を切る “mie-o-kiru”, no cenário Kabuki, significa “desacelerar, pausar”, para que se perceba um momento interpretado com intensidade. Na conotação de “exagerado, demasiado” de 「切る」“kiru” (cortar) podemos ver exemplos como 啖呵を切る (tanka o kiru) significando gritar, falar aos gritos ou 白(しら)を切る (shira wo kiru) significando fazer-se de desentendido ou inocente.

 

kumadori

A seguir uma breve explicação do teatro Kabuki.

Diz-se que a fundadora deste gênero foi Izumo Okuni, em 1603, no início de um novo período, quando Ieyasu Tokugawa estabeleceu o shogunato em Edo (atual Tóquio).

A dança de Okuni fez-se tão popular em Edo e Kyoto naquela época, que as pessoas que se comportavam de maneira estranha e fora do bom senso eram chamadas de ”kabukimono傾きもの (pessoa com o comportamento “distorcido”, diferente). Esta dança kabuki かぶき é considerada como a origem do teatro Kabuki. A sua estrutura é composta pelos três elementos seguintes: drama, dança e música. Começou no período Edo e passou por diferentes etapas, tais como Onna Kabuki (de mulheres), Wakashu Kabuki (de meninos adolescentes) e Yarô Kabuki (de homens adultos). Desde então é dramatizado apenas por homens.
O teatro Kabuki teve seus inícios em Kyoto, mas espalhou-se para Osaka e Edo rapidamente. Em 1624, Saruwaka Kanzaburo inaugura o teatro Saruwaka-za (mais tarde Nakamura-za). Durante a era Genroku (1688-1704), o estilo “aragoto” 荒事foi criado em Edo e ganhou popularidade, em comparação com o estilo suave “wagoto” da região de Kyoto e Osaka.

No estilo “aragoto” se diz que a técnica de dramatização do “mie o kiru” foi inventada pelo primeiro Ichikawa Danjuro, num caráter rústico e dinâmico. Adotou um método de maquiagem chamado ”kumadori”, e o estilo de “parar ou reter” em pose pré-determinada, que se disse no início, técnicas que foram muito aclamadas.

Foi criada, ainda, uma pose cênica chamada 「ニラミ」“nirami”, cuja expressão facial com um olhar impetuoso ficou notória no mesmo período. Esse modo de olhar fez correr a fama de que era capaz de “afastar o azar das pessoas que assistiam”, e fez com que perdurasse até os dias de hoje uma espécie de crença mítica, atribuída à família Danjuro, de “espanta males”.

Além disso, foi criado um gesto comemorativo chamado “nirami” e, desde o período Edo, “nirami” tem o significado de “afastar o azar das pessoas que assistem”. Simboliza a divindade inerente à família Danjuro. O Danjuro da época era extremamente bom em fazer “nirami”, era considerado um “amuleto da sorte” e “isso certamente afastaria o azar”.

Este primeiro ator foi reconhecido como extremamente hábil em “nirami”, e, assim, ficou reputado como aquele que “afastava infortúnios e trazia boa sorte”.

Pessoal, que tal tentar a técnica do “mie-o-kiru” 見得を切る nas suas casas? Pode ser algo muito inovador e com o poder de melhorar seu humor! Faça uma pose soberba, um gesto de olhar fulminante e já! A espantar os males!

 

博多祇園山笠(はかたぎおんやまかさ)

Fevereiro de 2024

Veja também

  • 20. Edo-Murasaki

    20. Edo-Murasaki

    Edo-Murasaki é uma cor roxo-azulada, originariamente tingida em Edo (atual Tokyo), significando literalmente “cor roxa tingida em Edo”. Os japoneses do período Edo sentiam um ar de “sofisticação” nela…
  • 19. Mono-no-aware - Um sentimento de impermanência...

    19. Mono-no-aware – Um sentimento de impermanência…

    O que significa “Mono-no-aware“? 「もののあはれ」 Nessa expressão, a palavra “mono 物” não tem o mesmo sentido que adquiriu na linguagem moderna, com conotação fortemente material. No Japão antigo, o invisível, a totalidade das “coisas” da gama ...
  • 18. Hisureba Hana – Se guardada em segredo, flor!

    18. Hisureba Hana – Se guardada em segredo, flor!

    秘すれば花なり、秘せずば花なるべからず Hisureba hana nari, hisezuba hana narubekarazu “Se guardada em segredo, será flor; se assim não for, não será flor.”
  • 17. Jo-Ha-Kyû

    17. Jo-Ha-Kyû

    Jo-ha-kyû: modulações artísticas nas artes representativas tradicionais do Japão; abertura, meio e clímax…
  • 16. Yûgen

    16. Yûgen

    Yûgen – delicadeza, sutileza, quietude e beleza, misteriosa profundidade…

Última atualização

01/02/2024 - 21. Mie | Cantinho da Língua Japonesa
01/02/2024 - 9. Fevereiro (verão) | Chashaku no mei – Nome poético da colher de chá
01/02/2024 - 9. Suika – Melancia | Cha e Alimentos saudáveis
05/01/2024 - Relatório: Chakai da USP
01/01/2024 - 8. Janeiro (Verão) | Chashaku no mei – Nome poético da colher de chá
13/12/2023 - Relatório: Sôtanki Chakai