- A Paz Através de Uma Tigela de Chá -

Registro de uma viagem: Encantos da velha Europa e Belezas do Médio Oriente

Encantos da velha Europa

Visitar a Europa é abrir-se à possibilidade de voltar ao passado, no que o ocidente tem de mais emblemático. É ter a chance de relacionar-se com o novo e o velho, ao mesmo tempo! Ali, como em tantas partes do planeta, as marcas do tempo contam histórias e guardam também muitos segredos: das civilizações que nos precederam, das suas cosmovisões, do alçar-se para descobertas e um mundo totalmente novo, dos sofrimentos que assolam os povos de tempos em tempos como, por exemplo, as guerras, e de como cada povo consegue refazer-se geração após geração, escrevendo sua página no livro da vida e deixando-nos um legado de acertos e erros, para que no presente façamos nossa parte da melhor forma possível!

Sem dúvida, a Itália é um dos países mais representativos disso que falamos. É um livro aberto de cultura e variadas tradições! Além de se poder fazer nela uma peregrinação de fé, por incontáveis lugares sumamente importantes para todo o mundo ocidental e cristão.

 

 

Belezas do Oriente Médio

O padrão estético do oriente é totalmente outro! E, não por acaso, exerce indizível fascínio sobre os ocidentais. É o que se experimenta quando mergulhamos nas culturas do Oriente Médio e, em particular, o que chamamos de Terra Santa, em virtude de seu valor histórico para as três maiores religiões monoteístas do planeta, um complexo de lugares que se estendem do rio Jordão até o Mar Mediterrâneo.

Apesar de todos os conflitos há séculos vivenciados na Terra Santa, ali também é lugar de esperança: pela diversidade de povos e expressões culturais de beleza ímpar, pela contribuição que cada um desses povos dá ao mundo desde tempos imemoriais, pelo que se pode aprender com a sua história e sabedoria acumulada ao longo de milênios.

A beleza se expressa de modos diversos, em tão diferentes lugares do mundo. Porém, é maravilhoso constatar que ela pode ser percebida por todos os corações abertos ao fato de estar onde estão, e viver com gratidão cada momento como único!

 

 

Antonio Fabiano da Silva Santos

Agosto de 2019

Veja também

  • “Omotenashi” dos árabes e o Chadô

    “Omotenashi” dos árabes e o Chadô

    No momento, mudei-me para o Brasil por causa do trabalho do meu marido e, atualmente, moro no Rio de Janeiro. Antes, quando eu morava em Dubai, por causa da transferência do meu marido, pertencia ao ...
  • Notícias do Japão: Relembranças da minha viagem ao Marrocos

    Notícias do Japão: Relembranças da minha viagem ao Marrocos

    Uma viagem que marcou especialmente a minha memória, na época em que morei no Brasil, foi ir ao Marrocos, no norte da África. Viajar desde o Japão rumo a um lugar tão longínquo seria um ...
  • Notícias do Japão: Visitando o Museu de Arte Nezu

    Notícias do Japão: Visitando o Museu de Arte Nezu

    Em Aoyama, um bairro central de Tóquio e não muito longe da minha residência, fica o museu particular Nezu. Todos os anos, nesta época, o museu coloca em exibição a obra considerada um tesouro nacional ...
  • Notícias do Japão: Participação no undôkai de Japão

    Notícias do Japão: Participação no undôkai de Japão

    No Japão é temporada de undôkai (gincana esportiva). Estamos na estação em que já acabaram aqueles dias abafados, de sol ardente e começa a soprar aquele vento refrescante, com as folhas das árvores transformando-se em ...
  • Notícias de Abu Dhabi

    Notícias de Abu Dhabi

    FRAGRÂNCIAS DA ARÁBIA – Deixei o Japão em 2011 e depois de iniciar-me no Chadô na sala de chá da Urasenke de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos (EAU), Oriente Médio, continuei a praticar no ...