- A Paz Através de Uma Tigela de Chá -

Notícias do Japão: Participação no undôkai de Japão

No Japão é temporada de undôkai (gincana esportiva). Estamos na estação em que já acabaram aqueles dias abafados, de sol ardente e começa a soprar aquele vento refrescante, com as folhas das árvores transformando-se em cores de outono.

Este ano infelizmente tem chovido praticamente todos os fins de semana e há várias escolas e jardins de infância que não puderam mostrar tudo o que haviam treinado.

Desta vez apresento-lhes a história do undôkai.

 

Dizem que a primeira vez ocorreu com os alunos internos da Escola de Soldados da Marinha em Tsukiji, Tokyo, em fevereiro de 1874 (ano 7 da Era Meiji), pela sugestão do Sr. Douglas, um professor inglês. Inicialmente era característico realizar-se juntando várias escolas num lugar aberto como um campo, uma praia, um pátio de um templo xintoísta, ou um local de treinamento.  

As competições podiam ser em forma de corridas de médio alcance, de obstáculos, salto em distância, corrida de três pernas (em dupla com os pés amarrados um ao outro), entre tantos. Podiam até mesmo fazer os atletas correrem atrás de um porco e provocar risos e alegria no final das competições.

Na Era Meiji, quase de maneira unânime, começaram a ser incorporadas competições como o cabo-de-guerra e as corridas. As danças foram incluídas e também foram aparecendo escolas que promoviam o seu próprio undôkai.  

Quando começou a guerra sino-japonesa (1937-1945) as competições começaram a refletir forte influência militar. Aumentaram aquelas em que todos tinham que unir seus esforços como as danças de canções patrióticas, jogos com nomes como “desembarque ante os inimigos” e “revezamento-bombas”.

Na atualidade o undôkai é realizado entre alunos de diferentes séries, ou divididos em times brancos e vermelhos, e geralmente competem pela soma de pontuações. Cada série faz uma apresentação do tipo ginástica piramidal ou dança para mostrar aos pais o desenvolvimento dos alunos.

Por exemplo, a classe do jardim da infância do meu filho de 3 anos fez a seguinte apresentação: As crianças ficavam em volta de um tecido em formato redondo com um diâmetro de 5 metros, segurando-o. À medida que a música tocava, eles levantavam ou baixavam as mãos simultaneamente para que o tecido esvoaçasse de leve e dentro do ritmo. Havia também competições de duplas de pais e filhos, de professores e pais.

Pelos antecedentes históricos, tinha-se a impressão de que o undôkai possuía uma forte conotação, tentando implantar nas crianças o nacionalismo e a obrigação de se sentirem fortes. Não obstante, atualmente é lugar de mostrar o desenvolvimento das crianças, um lugar onde as pessoas se relacionam.

Yanagidate Reika
Novembro, 2017

Bibliografia:
Undôkai to Nihon kindai. Editora Seikyūsha.

Wagakuni no undôkai no rekishiteki. Hirata Munefumi.

 

Nota do editor: Para a senhora Yanagidate, que acabou de retornar ao Japão com uma criança pequena, o tema deste artigo deve ter sido muito próximo. Em países fora do Japão, as escolas japonesas particulares ou públicas, e as entidades nikkeis também realizam o undôkai todos os anos.

Novembro de 2017

Veja também

  • Notícias do Japão: Visitando o Museu de Arte Nezu

    Em Aoyama, um bairro central de Tóquio e não muito longe da minha residência, fica o museu particular Nezu. Todos os anos, nesta época, o museu coloca em exibição a obra considerada um tesouro nacional ...
  • O Emirates Palace Hotel é também uma casa de hóspedes VIP

    Notícias de Abu Dhabi

    FRAGRÂNCIAS DA ARÁBIA – Deixei o Japão em 2011 e depois de iniciar-me no Chadô na sala de chá da Urasenke de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos (EAU), Oriente Médio, continuei a praticar no ...
  • Notícias do Japão: Conhecendo a exposição “Zen: da Mente à Forma”

    Pessoal, como vocês estão? Já se passou um ano desde que retornei ao Japão. Como de costume, tenho levado um dia a dia atarefado, mas, como parte das Notícias do Japão, desta vez falarei sobre ...
  • Notícias do Japão: Viver em Kyoto, Aprender Sobre Kyoto

    No final de março as flores de cerejeira começam a florescer em cinco minutos. Minhas felicitações ao representante oficial no Brasil da Fundação Urasenke do Japão, à “Caravana ao Japão para Rikyû-ki Chakai 2016” chefiada ...
  • Notícias Locais: O Chadô de Registro

    A cidade ribeirinha de Registro tem sua história intimamente relacionada à imigração japonesa, e também fica em região produtora de chá.  Gostaria de delinear as atividades da cerimônia do chá (chadô) presentes em nossa localidade…