- A Paz Através de Uma Tigela de Chá -

O brocado Nishiki (Parte 2)

Na continuação de nossa introdução aos tecidos Nishiki, apresentaremos mais três padrões kireji de renome.

 

Enmon Byakko-Sujaku-mon Nishiki 円紋白虎朱雀文錦

O nome significa “insígnias circulares com o Tigre Branco e a Fênix Vermelha”. Assim como o tecido Shishikari-mon Nishiki (“mata-leão”) que vimos anteriormente, este kireji tem raízes na Pérsia da dinastia sassânida (224–651). As figuras da tecelagem são porém baseadas no folclore chinês, incorporando dois dos quatro animais guardiôes da China: o Tigre Branco, Byakko 白虎 (em chinês Báihŭ) e a Fênix Vermelha, Sujaku 朱雀 (também pronunciado Suzaku; em chinês, Zhūquè). O Tigre Branco aparece dentro de círculos, e a Fênix Vermelha por fora, cercando por quatro lados. De acordo com a crença chinesa, os quatro animais protegem cada um uma direção cardeal; o Tigre é o guardião do oeste, e a Fênix, do sul.

O modelo original deste tecido encontra-se no acervo do templo Hôryû-ji, em Nara.

 

Shokkô-Nishiki 蜀紅錦

O nome é derivado do lugar onde o tecido foi desenvolvido> A capital do antigo estado de Shǔ na China (em japonês, Sho). O nome Shokkô pode ser escrito “蜀紅“ ou “蜀江“. A paleta de cores e as figuras apresentam inúmeras variações, mas todas têm em comum uma estrutura baseada em linhas retas ou geométricas, formando grades ou padrões de casco de tartaruga. Sobre esta base tecem-se motivos tradicionais tais como padrões florais ou o arranjo geométrico “sete tesouros” (Shippô-mon 七宝文・círculos contendo estrelas de quatro pontas arredondadas).

Shokkô Nishiki aqui ilustrado usa linhas retas para criar um arranjo de casco de tartaruga, sobre o qual acrescenta-se um outro motivo geométrico. Nestes espaços dispõe-se figuras de peixes, flores, Sete Tesouros etc. Salta à vista o balanço artístico da simetria bilateral, e a rica paleta de cores vívidas.

O templo Hôryû-ji preserva dois espécimes deste kirejiambos com o fundo na cor escarlate. Um é semelhante ao da foto, com disposição geométrica de emblemas florais; o outro emprega padrões geométricos.

 

Kachô Shishi-Ryû Dan-Mon Nishiki 花鳥獅子龍段文錦 

O nome significa “padrão de fileiras de flores, pássaros, leões e dragões”. Em faixas de larguras diferentes são tecidos diversos motivos em pares, tais como pássaros em flores, leões sobre padrões florais, dragões sobre motivos de nuvens, “tesouros” e figuras geométricas, e assim por diante. As faixas são separadas por linhas de desenho, trançadas ao estilo das cordas Sanada Himo, tornando-se uma estrutura atraente em esquema de cores simples. A variedade das figuras de animais dispostas em fileiras exprime certo exotismo.

Agosto de 2018

Veja também

  • A tecelagem Môru

    Nosso tema de hoje será o tecido chamado Môru. Acredita-se que a palavra deriva do português Mogol, referindo-se ao império Mughal da Índia, ao qual se atribui a técnica. Os fios do Môru são compostos ...
  • O tecido Shôha

    Hoje apresentaremos a variedade de tecido denominada Shôha 紹巴. A técnica do Shôha é um exemplo de tecelagem figurativa, isto é, formando padrões. Sua característica distintiva é o uso de linhas de trançado forte em ambos os sentidos do ...
  • O brocado Nishiki (Parte 1)

    Nishiki 錦 é um termo geral para brocados compostos por fios coloridos e contrastantes, em duas ou mais cores distintas, com as quais se traçam padrões figurativos. Se as figuras são tecidas com o fio da ...
  • O brocado em listras Kantô (Parte 2)

    Rikyû Kantô 利休間道 Este tecido é feito seguindo uma padronagem de pequenas formas geométricas, em branco sobre azul-marinho, repetidas quase como um xadrez. As formas lembram uma revoada de tarambolas (japonês chidori 千鳥), donde o nome japonês deste ...
  • O brocado em listras Kantô (Parte 1)

    Julgando pelos caracteres, o nome em japonês deste tecido, Kantô ou Kandô 間道, parece sugerir um sentido como “caminho atravessado, passagem”. Quiçá não seja um nome muito claro, mas o padrão de brocado a que ...