- A Paz Através de Uma Tigela de Chá -

Hishaku nite yu o kumutoki no narai ni wa mitsu no kokoroe aru mono zokashi

Saiba que, ao pegar água quente com um hishaku,
há três pontos a serem lembrados.

Este poema é sobre o manuseio do hishaku no furo.

Um dos três pontos a manter em mente é pegar água quente ou fria até, aproximadamente, 90% de sua capacidade e não até os 100%.

O segundo é retirar água quente do fundo da caldeira e água fria do meio. Ao ferver, a água se expande e fica mais leve, e ao elevar-se a sujeira vai junto. Então, a água quente do fundo se torna límpida. Na água fria, ao contrário, a sujeira pesada afunda e a leve sobe, por isso se diz para retirar água do meio.

O terceiro é o chamado “aburabishaku 油柄杓” (lit. concha de óleo), nos adverte sobre a posição do hishaku ao estar acima da boca do kama, do mizusashi, do chawan e ao levantar demais quando está em cima da boca do kama.

Sobre o aburabishaku, antigamente, quando o produtor ou vendedor transferia o óleo para outros vasilhames, levantava o hishaku enquanto deixava pingar o óleo dele e dizem que veio a ser chamado assim devido à semelhança.

Dezembro de 2018

Veja também