- A Paz Através de Uma Tigela de Chá -

O som do sino do templo zen

Naomi Matsubara (Sômi)

Gon, gon
Toda manhã, às 6h, ouço o som do sino de um templo budista que fica perto daqui.
É o sino de um templo famoso em uma área residencial de Tóquio.
Geralmente eu acordo com esse som.
Uma criança ocidental dizia: “O som dos sinos dos templos é grave e estranho”.
Certamente, o som de um sino grande e de estrutura mais grossa é tão grave que parece brotar do solo. Bem diferente do sino das igrejas que ficam em lugares altos.
No entanto, para uma pessoa como eu, nascida e criada no Japão, quando ouço o som grave de um sino, me sinto mais calma.

Devido ao trabalho do meu marido, voltei ao Japão do Rio no final de março de 2020.
Durante dois anos no Rio, realizei eventos no Centro Cultural Correios Rio de Janeiro, na Universidade do Estado do Rio de Janeiro, no Rio Matsuri, no Festival Cultural de Petrópolis, em shoppings e em muitos outros lugares.
No Festival do Japão em Minas, tive a oportunidade de colaborar com professores e membros de Urasenke de São Paulo e aprendi muito, foi inesquecível.
Agora no Japão, estou lendo uns livros sobre budismo, pois moro perto de um templo budista.
Quando ensinava a cerimônia do chá no Rio, eu explicava o significado das frases zen “buji kore kinin
「無事之貴人」e “honrai mu ichimotsu“「本来無一物」escritas nos pergaminhos de parede.
Porém, sempre achava que eu não deveria ensinar para os alunos, sem compreender os significados corretos.
O zen é um treinamento, ou seja, é preciso percorrer uma longa estrada até entender de corpo e alma seu verdadeiro significado. Não é algo que se possa aprender somente lendo livros.
Porém, com o problema do coronavírus, e em quarentena, felizmente, tenho tido tempo suficiente para ler livros e com isso, me aproximar, nem que seja um pouco, do espírito zen.

Às 6h da tarde, novamente, volta a ecoar o badalar do sino do templo.
Gon, gon
Mesmo que seja por um momento, é uma ótima oportunidade para relembrar como foi o dia de hoje ou como eu fiz o meu dia de hoje.
Mesmo em plena epidemia de corona, gostaria de fazer cada dia da minha vida, um dia único e nunca deixar de me sentir feliz por ter conhecido a cerimônia do chá.

(Ex-professora de Cerimônia do Chá de Urasenke no ICBJ em Rio de Janeiro)

Veja também

  • Shôgo Chaji de 11 de outubro

    Shôgo Chaji de 11 de outubro

    No dia 11 de outubro aconteceu o Chaji do meio-dia da anfitriã Hara, Kaori. Desta vez, o chaji foi feito no ro. O cardápio da refeição kaiseki também mudou e o tema na sala de ...
  • Shôgo Chaji de 06 de setembro

    Shôgo Chaji de 06 de setembro

    O Chaji do meio-dia de 06 de setembro, do anfitrião Valderson Sôchi de Souza, foi realizado na sala de chá Hakuei-an. Dessa vez, foi no estilo ryûrei, e o convidado principal foi Antonio Fabiano da Silva Santos, de Belo Horizonte. O Sr. Valderson é professor de Ikebana, ...
  • Shôgo Chaji de 16 de agosto

    Shôgo Chaji de 16 de agosto

    No dia 16 de agosto, foi realizado o Shôgo Chaji (Cerimônia do Chá Formal do meio-dia) do teishu Sr. Susaki, Sôshô. O foco máximo desta vez foi o segundo convidado Matsudaira, Yoshinobu de onze anos, um maravilhoso convidado ...
  • Shôgo Chaji de 9 de agosto

    Shôgo Chaji de 9 de agosto

    Nesse dia, o Shôgo chaji da anfitriã Verônica foi realizada na sala Hakuei-an. Com suas amigas, teve um momento de harmonia com o tema “amizade – yûjô” (友情). O que se segue são as impressões ...
  • Shôgo Chaji de 5 de julho

    Shôgo Chaji de 5 de julho

    No dia 5 de julho aconteceu o Shôgo Chaji que teve como anfitriã a professora Chaki Sôki. Vamos apresentar as impressões dos participantes. Desta vez, Chaki sensei, convidou-os com pensamento de『謝茶』shacha – “gratidão pelo chá”. Nele mostra o sentimento de felicidade ...

Última atualização

01/08/2022 - Relatório: Edição Especial Comemorativa
01/08/2022 - 16. KI | Cantinho da Língua Japonesa
01/08/2022 - Cenas Brasileiras 8. Arraial d’Ajuda | Relatos de Cenas Brasileiras
01/06/2022 - Hakuei-an News
01/06/2022 - 16. Yûgen | Wa no kokoro – O espírito japonês
01/06/2022 - 2. Natsume
01/05/2022 - Plantas do Brasil – 7. Guaraná | Relatos de Cenas Brasileiras