- A Paz Através de Uma Tigela de Chá -

PENSAMENTOS QUE ME VEEM À MENTE, NESSES DIAS

Veronica Hayako Nagae

A pandemia do corona vírus mudou, completamente, a rotina não apenas dos brasileiros como as das pessoas do mundo inteiro. Com tantos infectados e mortes, além de desempregos, muitas famílias devem estar desoladas. Tenho orado a Deus por essas pessoas no dia a dia, encaminhando a Ele, a dor, a angústia, os sofrimentos delas, pois acredito na força da oração, que nos conecta diretamente com Deus.

Em situações tristes como essas, percebi que aumenta o número de pessoas que buscam a Deus, o que acho interessante. Por outro lado, acredito que tudo que acontece está no comando Dele, inclusive os momentos bons e alegres. Sendo assim, só temos que encaminhar tudo a Ele e agradecer, e que seja feita a Sua vontade. A vontade de Deus é de que reconheçamos que Ele está vivo dentro de cada um de nós, nos criando e educando para nos tornarmos verdadeiros seres humanos, ou seja, Seus verdadeiros filhos.

Desde que iniciei no Caminho do Chá, tem um provérbio que gosto muito e o adotei como uma diretriz para o meu treinamento.

Após aprender de “um” até “dez”, retorne ao “um”, ao início.

É um ensinamento de Sen Rikyû que significa: Comece a aprender do “um” e chegue até o “dez”, depois retorne ao “um” com uma nova postura e avance até o “dez” novamente. Assim procedendo irá enxergar e entender o que antes deixara escapar.

Essas palavras também me remetem à humildade que devemos ter, que a presunção não leva a nada, pois por mais que aprendemos nunca será suficiente. Tenho sentido isso nos treinos de chá; apesar de ser o mesmo temae, cada vez que pratico aprendo um detalhe novo, aliás, novo para mim que não havia percebido. E o mais interessante, é que percebi que não se aprende com a mente, mas sim com as mãos, com o corpo. Daí a importância da continuidade e de valorizar cada momento, assim como a frase: Ichigo Ichie – um encontro, um momento. Saber que cada momento é único, que o “eu” daquele momento, não será o mesmo depois que o tempo passar, me faz desejar, às vezes, que o tempo pare ou passe o mais rápido possível. Saber que tudo é efêmero, é bom dependendo da situação, mas também em outras ocasiões é triste.

Seja como for, tudo é válido quando entendemos que faz parte do nosso aprendizado e daí obtemos experiencias e maior discernimento. Procuro sempre olhar o lado positivo dos acontecimentos e, dessa forma, me sinto abençoada todos os dias.

 

Veja também

  • O som do sino do templo zen

    O som do sino do templo zen

    Naomi Matsubara (Sômi) – Gon, gon… Toda manhã, às 6h, ouço o som do sino de um templo budista que fica perto daqui. É o sino de um templo famoso em uma área residencial de ...
  • Todo dia  É um bom dia

    Todo dia É um bom dia

    Erisson Sôson Thompson de Lima Jr. – No meu aprimoramento e estudo no Japão aprendi esta frase “Nichi nichi kore kojitsu”Existem varias formas de leitura desta frase. Mas seu significado é o mesmo…
  • RECORDAÇÕES

    RECORDAÇÕES

    Tomoko Takeda (Sôchi) – Por ocasião dos festejos do IV Centenário da Cidade de São Paulo, em 1954, nós os membros da Urasenke fomos ao aeroporto receber o Grão-mestre Herdeiro daquele tempo, Sen Sôko, e ...
  • Caros amigos do Chadô!

    Caros amigos do Chadô!

    Carmen Luci Sôka Conte Vieira – É com muitas saudades e gratidão que escrevo essas palavras a vocês. Este período de isolamento nos deixa saudosos e também muito reflexivos. Faz três meses de isolamento, e ...
  • "Todo dia é um bom dia!"

    “Todo dia é um bom dia!”

    Haruko Sôsei Hartmann-Ogasawara – Havia pensado em “A Pandemia dos Insights” como título, pelo fato de o período de confinamento ter me inspirado ideias formidáveis, apesar da circunstância insólita em que vivemos nestes últimos meses…