- A Paz Através de Uma Tigela de Chá -

5. Umê – ameixa japonesa

Na sequência desta série, vamos apresentar a ameixeira japonesa (ume) e seu fruto, muito presente e familiar ao povo japonês desde tempos antigos. Quanto às flores da ameixeira, são as primeiras a desabrochar, no início da primavera, razão porque também é conhecida como “precursora entre cem flores” 「百花の魁」 hyakka no sakigake.

A nobre aparência e fragrância de suas flores têm sido adoradas desde a antiguidade, e já aparecem nos poemas waka da coletânea “Man’yôshû”.

 

Eficácia
O fruto da ameixeira pertence, na classificação da Teoria dos Cinco Elementos (frio, fresco, normal/neutral, morno/úmido e quente), ao normal ou neutral, pois tem um efeito suave, não sendo nem muito quente nem muito frio.

Sendo a ameixa de sabor azedo, é considerada ácida na classificação dos gostos (que são: ácido, amargo, doce, picante e salgado). Ela desempenha um papel na regulação do conteúdo líquido do corpo, com exceção do sangue, reduzindo o suor, saciando a sede, e aliviando os sintomas da diarreia. Ela também ajuda na digestão e absorção de nutrientes, e é eficaz contra a fadiga e exaustão do nosso corpo no verão.

Também é um alimento alcalino, o qual melhora o fluxo sanguíneo e linfático, levando a uma maior resistência à atividade bacteriana.

 

Como alimento
Ameixas desidratadas (umeboshi)

Muitos japoneses provavelmente pensam em umeboshi, quando pensam em ameixas.

As ameixas secas, que são feitas em conservas maturadas em sal, além dos benefícios acima mencionados, têm propriedades desintoxicantes. Elas também evitam intoxicações alimentares, de modo que o uso de umeboshi em marmitas de almoço e onigiri (bolas de arroz) é uma forma de sabedoria transmitida desde os tempos antigos. Desde o período Kamakura (1185-1333), as ameixas em conserva foram valorizadas, e no período Sengoku (Período dos Estados Beligerantes, entre os séculos XV e XVI) foram usadas nas frentes de combate, como conservante e ainda como desinfetante para feridas.

Pode-se dizer que ume é um alimento indispensável à alma do povo japonês.

 

Outros usos:
Além de ameixa em conserva (umeboshi), usa-se de muitas outras maneiras.

Por exemplo: vinho (umeshu), xarope, geleia, entre outros.

As ameixas verdes, não maduras, contêm substâncias tóxicas, portanto devem ser conservadas em álcool ou açúcar, ou mesmo aquecidas antes, evitando o consumo delas cruas.

Fonte: https://www.maff.go.jp/j/pr/aff/2002/spe2_02.html
Ministério da Agricultura, Silvicultura e Pesca

Nas Cerimônias do Chá serve-se uma variedade de doces com a temática da ameixa. No início da primavera, doces em forma de flores de ameixa, e, no início do verão, doces que imitam as ameixas verdes, ajudam-nos a sentir as mudanças de estação. Em particular, os doces jyônamagashi, com motivos de flores de ameixa e neve, têm um toque encantador.

Doces e confeitos em geral, assim como balas e petiscos com sabor de ameixa, estão se tornando cada vez mais populares na atualidade.

Há um ditado: “ameixas para a proteção do dia”. Isso quer dizer que se você comer uma ameixa em conserva antes de sair pela manhã, você estará protegido das dificuldades do dia. Ou seja, os benefícios do umeboshi podem ajudá-lo a ficar em forma e viver o dia saudavelmente.       

Que tal comermos uma deliciosa ameixa em conserva todos os dias, para vivermos sempre saudáveis?

Fevereiro de 2023

Veja também

  • 10. Kurumi – Nozes (Nozes da Índia)

    10. Kurumi – Nozes (Nozes da Índia)

    Tão deliciosas quanto altamente nutritivas, as nozes são bastante conhecidas no mundo inteiro, como são as amêndoas, as castanhas de caju, as sementes de girassol e os pinhões. Desta vez, vamos nos concentrar no fruto ...
  • 9. Suika – Melancia

    9. Suika – Melancia

    A melancia é uma das frutas de que todos nos lembramos, quando chega o verão. Quem não gosta da sensação de frescor e doçura suave que ela nos traz, quando a comemos?…
  • 8. Satsumaimo – Batata-doce

    8. Satsumaimo – Batata-doce

    O alimento escolhido desta vez é a batata-doce, muito popular pela sua doçura e consistência suave ao se saborear. Dizem que este tubérculo é nativo do México central a Guatemala, espalhando-se eventualmente até o Peru. ...
  • 7. Mikan – tangerinas

    7. Mikan – tangerinas

    No mundo há uma variedade de tipos de frutas cítricas, mas, hoje, falaremos da tangerina, especificamente. “Mikan”, no Japão, refere-se àquelas frutas cítricas que são doces como mel. O seu lugar de origem é Satsuma, atual ...
  • 6. Goma – gergelim

    6. Goma – gergelim

    Desta vez vamos falar sobre sementes de gergelim. Cultivada desde tempos antigos, esta planta herbácea tem suas raízes na África. Dizem que a rainha Cleópatra do Egito comia as sementes e, para fins de beleza, ...