- A Paz Através de Uma Tigela de Chá -

Fu-manjû

Mesmo na época de pleno calor há muitos doces japoneses leves que podem ser saboreados. Desta vez vamos apresentar um deles: o “fu-manjû” (麩饅頭), visto nas confeitarias japonesas no verão. É feito de pasta de feijão doce envolto com uma massa de “nama-fu” (生麩) e embrulhado com folhas de bambu ou de salsaparrilha (smilax glabra).

Nama-fu” é uma massa feita de glúten de trigo seco cru, que é a proteína vegetal do trigo, com a farinha de arroz glutinoso. Esta massa veio originalmente da China há aproximadamente 1000 anos e se propagou entre os monjes dos templos zen de Kyoto. É muito utilizada no preparo da comida vegetariana e nos pratos da região de Kyoto. Deve ser por isso que o “fu-manjû” é muito visto nas confeitarias e lojas especializadas em “fu” (麩) de Kyoto. É conhecido também por ser um doce saudável, altamente proteico e de baixa caloria.

Na massa, mistura-se um pouco de folha de alga marinha seca (nori) para dar-lhe uma leve cor esverdeada. Na maioria das vezes, utiliza-se pasta de feijão peneirado (koshi-an こし餡), mas também se encontra com pasta que contém pedaços de feijão (tsubu-an つぶ餡) ou preparado com misso. A massa de “nama-fu” é muito delicada e se for preparada a vapor com fogo forte quebra facilmente e por isso, dizem que é necessária a experiência de um bom confeiteiro.

Quando abrimos o embrulho das folhas de bambu, surge de dentro o manjû lisinho, juntamente com um aroma cheio de frescor. A massa glutinosa tem o cheiro suave das folhas de algas marinhas, combinando perfeitamente com a pastosidade do recheio. Comer gelado é uma delícia, e é excelente para uma sobremesa.

 

Agosto de 2018

Veja também

  • Bota-mochi

    Bota-mochi

    Dizem que “tanto o frio do inverno como o calor do verão só duram até o equinócio”. Nesta época em que se sente a mudança das estações, o wagashi típico do equinócio de primavera é o bota-mochi ぼた餅 (牡丹餅)…
  • Hanabira-mochi

    Hanabira-mochi

    Existem diferentes doces que nos fazem sentir a vinda das estações, mas há apenas um que aparece na celebração do Ano-Novo, o hanabira-mochi (lit. mochi em pétalas); apreciado como aquele wagashi que traz bons augúrios para o novo ano. ...
  • Kurimushi yôkan

    Kurimushi yôkan

    Outono frutífero, outono de apetite, é a época em que os ingredientes gostosos da estação não devem passar despercebidos no mundo dos doces japoneses. O kurimushi yôkan 栗蒸し羊羹 surge nas vitrinas das confeitarias justamente entre o outono e ...
  • Waka-ayu

    Waka-ayu

    Há muitos doces típicos confeccionados apenas na estação apropriada, e possivelmente, o wagashi waka-ayu 若鮎 é um dos mais representativos do início do verão nas docerias típicas japonesas…
  • Hanamidango

    Hanamidango

    Uma das características típicas da primavera japonesa é apreciar as flores da cerejeira no auge de seu florescimento debaixo das árvores, comendo algo delicioso ou tomando algum sake prazerosamente. Para acompanhar esta cerimônia de contemplação das flores ...

Última atualização

01/09/2021 - 13. Fûryû – elegante, refinado… | Wa no kokoro – O espírito japonês
01/09/2021 - 13. KAZE | Cantinho da Língua Japonesa
01/08/2021 - Plantas do Brasil – 4. Vitória-régia (Parte II) | Relatos de Cenas Brasileiras
01/08/2021 - Sumi – 1 | Mini conhecimentos sobre Chadô
01/06/2021 - 12. Mi ni shimu – Um modo profundo de sentir… | Wa no kokoro – O espírito japonês
01/06/2021 - 12. TORI | Cantinho da Língua Japonesa
01/05/2021 - Utensílios do Mizuya – 3 | Mini conhecimentos sobre Chadô