- A Paz Através de Uma Tigela de Chá -

Materiais naturais: igusa, shuro

Entre vários materiais naturais, apresentaremos o junco-solto (igusa イグサ) usado para tatames em washitsu e a palmeira-moinho-de-vento (shuro シュロ).

JUNCO-SOLTO – IGUSA (藺草)

Igusa (藺草) é a planta popularmente chamada em português de junco-solto (Juncuseffusus L. var. decipensBuchen), só que no Japão é conhecida pelo nome mais curto em japonês padrão  “i藺”. O junco-solto serve como matéria-prima para superfície de tatames, esteiras, chapéus e travesseiros, e também é usado como cordão para amarrar o embrulho em folha de bambu do chimaki (bolinho de arroz glutinoso cozido). Outro nome da planta é tôshinsô (燈芯草), utilizado como pavio de lâmpada a óleo coberta com papel (andon 行灯), isto se originou do fato de usar a medula do caule como pavio, e ainda hoje é empregado como material do pavio da tradicional vela japonesa warosoku, de origem vegetal.

Sobre o igusa

A planta é matéria-prima para tatame há mais de 1100 anos, é uma herbácea perene do gênero Juncus, palavra que em latim parece significar “amarrar”, e seu lugar de origem é a Índia. Diz-se que foi levada ao Japão a partir da península da Coreia através da Rota da Seda; e no Japão ela cresce em todo o país de Hokkaido até Okinawa.

Área de produção

O principal local de produção do junco-solto no Japão é a área de Yatsushiro, província de Kumamoto, sendo responsável por 80 a 90% da produção nacional de esteira da superfície de tatames, essa produção abrange as províncias de Ishikawa, Okayama, Hiroshima, Kochi, Fukuoka, Saga, Oita, etc. Nos últimos anos, aumentou a importação de junco-solto barato produzido na China.  Por esta razão e também pela ocidentalização das residências a participação do mercado interno está diminuindo para 30 a 40%. 

Eficácia do igusa

No texto médico mais antigo do Japão, Ishinpô 医心方 (compilado por Tanbano Yasunori 丹波康頼 no ano de 984), há uma descrição desta erva medicinal.  Em 100g de igusa 63% é fibra dietética, foi comprovada uma tendência de diminuição da cintura, melhora em inflamação e edema, redução do odor no pé, e também é utilizada por sua ação antibacteriana e diurética.  

Ultimamente, devido a reconsideração do uso de materiais naturais e ao aumento da conscientização sobre a saúde, novamente seu valor está sendo reconhecido, e a produção interna do Japão tem o objetivo de obter melhorias de produtos de alto nível e da qualidade.  

★ O efeito de relaxamento do igusa se deve aos componentes como phytone e vanilina, que permitem a sensação de estar tomando banho na floresta mesmo dentro de casa.

 

PALMEIRA-MOINHO-DE-VENTO CHINESA- SHURO (シュロ)

Shuro (palmeira-moinho-de-vento chinesa – Trachycarpus fortunei) pode ser escrito em japonês como 棕櫚、棕梠.  Ela é uma árvore alta de folhas perenes; esse gênero engloba cinco ou mais espécies.  Em um sentido restrito seu outro nome é washuro ワシュロ, mas em um sentido amplo refere-se a várias plantas da família das palmeiras.  Independentemente das condições da terra e do grau de umidade é um tipo de árvore robusta, resistente ao fogo e a força da maré; devido a seu crescimento lento, não dá muito trabalho e exige pouco na sua manutenção. 

Uso
Além de ser uma árvore decorativa em jardim, a casca é utilizada para fazer corda de shuro e desde tempos antigos tem sido material de recheio para camas e cadeiras, inclusive para meio de transporte. 

Pinturas Ocidentais
Nas iconografias de pinturas ocidentais a palma (palmeira fênix) é pintada como um símbolo de “vitória” ou “martírio de santos”.

Emblema da Família (kamon 家紋)
O emblema familiar que tem a palmeira estilizada, é a do Grande Sumo Sacerdote da família Fujishi ou Fujiuji 富士氏 herdeira do santuário Fujisan Hongû Sengen Taisha (富士山本宮浅間大社).

 

Outros Usos

A palmeira também serve para fazer escova para esfregar, vassoura, escova, utensílio de limpeza para lavar panelas (sasara), entre outros.  A palavra “vitória” na linguagem figurada significa “varrer e limpar a sujeira”.

Por não apodrecer nem mesmo na água do mar, ela é usada como rede para o cultivo de algas marinhas, ou como cordas para pescar; suas folhas, flores e sementes são empregadas na fitoterapia (hipertensão, medicamento hemostático, tônico ou chá). Folhas e casca também são utilizadas para bonecas e ornamentos decorativos para festivais.

★Escovação como método de saúde para “melhorar a má circulação” (se diz que a escova de palma é eficaz na melhoria da circulação sanguínea), que tal desejar a saúde perfeita no Ano Novo?

Junho de 2018

Veja também

  • Kuyô (ofício memorial) – Lendas Folclóricas: Tsukumogami

    HARI KUYÔ 針供養 – FUDE KUYÔ 筆供養 – CHASEN KUYÔ 茶筅供養Ofício memorial às agulhas, aos pinceis, aos batedores de bambu (chasen)…
  • Kintsugi – Kominka

    Em japonês pode ser escrito 金つぎ ou 金継ぎ. Há diversos tipos de objetos de cerâmica, desde aquelas tigelas de chá para uso diário, a chawan mais caros. Kintsugi é o método japonês de restaurar as cerâmicas tradicionais, quando elas se quebram…
  • Utilização de Diversos Materiais Naturais

    Pelas excelentes técnicas dos artesãos, coisas da natureza como gramíneas e árvores renascem em esplêndidos produtos artesanais. No caso do Japão, há os de cascas de árvores, cana comum yoshi (pragmites), junco-solto (igusa) etc…
  • Cinzas

    Matéria em pó que remanesce após queimar grama, árvores, animais, etc., amplamente utilizada desde o passado como substância química. Os principais componentes da cinza são minerais metálicos (potássio, magnésio, ferro, zinco, sódio, cobre, cálcio, alumínio) ...
  • Materiais da Natureza – Washi II

    Continuando o tema da vez anterior, apresentaremos o uso do papel japonês (washi)…